segunda-feira, 5 de abril de 2010

Desassossego

Volvi os olhos para as costas do homem, janela por onde vi estes pensamentos.
A sensação era exactamente idêntica àquela que nos assalta perante alguém que dorme. Tudo o que dorme é criança de novo. Talvez porque no sono não se possa fazer mal, e se não dá conta da vida, o maior criminoso, o mais fechado egoísta é sagrado, por uma magia natural, enquanto dorme. Entre matar quem dorme e matar uma criança não conheço diferença que se sinta.
Ora as costas deste homem dormem. Todo ele, que caminha adiante de mim com passada igual à minha, dorme. Vai inconsciente. Vive inconsciente.
Dorme, porque todos dormimos. Toda a vida é um sonho. Ninguém sabe o que faz, ninguém sabe o que quer, ninguém sabe o que sabe. Dormimos a vida, eternas crianças do Destino. Por isso sinto, se penso com esta sensação, uma ternura informe e imensa por toda a humanidade infantil, por toda a vida social dormente, por todos, por tudo.
É um humanitarismo directo, sem conclusões nem propósitos, o que me assalta neste momento. Sofro uma ternura como se um deus visse. Vejo-os a todos através de uma compaixão de único consciente, os pobres diabos homens, o pobre diabo humanidade. O que está tudo isto a fazer aqui?
Todos os movimentos e intenções da vida, desde a simples vida dos pulmões até à construção de cidades e a fronteiração de impérios, considero-os como uma sonolência, coisas como sonhos ou repousos, passadas involuntariamente no intervalo entre uma realidade e outra realidade, entre um dia e outro dia do Absoluto. E, como alguém abstractamente materno, debruço-me de noite sobre os filhos maus como sobre os bons, comuns no sono em que são meus. Enterneço-me com uma largueza de coisa infinita.

Fernando Pessoa

53 comentários:

  1. "Dorme, porque todos dormimos. Toda a vida é um sonho."

    acredito que sim, que vivemos num sonho. sonho esse pouco maior que a nossa vontade.

    ResponderEliminar
  2. estarei a tornar-me chato?

    ResponderEliminar
  3. isso muda alguma coisa ?

    ResponderEliminar
  4. a minha maneira de te responder, o porquê das coisas.

    ResponderEliminar
  5. e em que medida mudava?
    se incomodo assim tanto, eu para de escrever.

    ResponderEliminar
  6. nao me incomodas nada, nem quero que pares de escrever. quero que me digas quem és :s

    ResponderEliminar
  7. eu prefiro continuar no anonimato:)
    curiosa :)

    ResponderEliminar
  8. e porquê tanto segredo já agora?

    ResponderEliminar
  9. porque em segredo, é mais fácil falar.

    ResponderEliminar
  10. quem ler até pensa que eu tenho por hábito criticar as pessoas ou algo do género por elas falarem :s

    ResponderEliminar
  11. não , não foi isso que quis dizer.apenas quis dizer que para quem não tem tanta facilidade em dar a cara, falar em anónimo , é melhor.

    ResponderEliminar
  12. oh pá, desculpa, continuo sem perceber x)

    ResponderEliminar
  13. é verdade Joana, algo melhor ha de vir, esperemos :)
    Hum, cheira-me que aqui ha alguém que quer entrar na tua vidita e não se quer revelar ;p ahah, estou a brincar , mas nunca se sabe :)

    ResponderEliminar
  14. nao sei, se ele nao se revelar tambem nunca vai poder fazer. agora tá ao critério dele.

    ResponderEliminar
  15. o engraçado, é que se te disser quem sou, vais ficar desiludida, porque é quem menos tu esperas .

    ResponderEliminar
  16. mas eu tambem nao estou à espera que seja ninguem em particular, portanto

    ResponderEliminar
  17. prontos então la esta, não precisas de saber. :)

    ResponderEliminar
  18. a seu tempo saberás.
    no entanto senão quiseres que eu continue a comentar os teus textos , diz, que eu paro.
    ate manha joana :)

    ResponderEliminar
  19. está bem, à medida que fores comentando eu vou descobrindo :) até manha*

    ResponderEliminar
  20. deixa o mistério correr ;)
    também gosto muito desta musica que aqui tens :D

    ResponderEliminar
  21. deixa o mistério correr ;)
    também gosto muito desta musica que aqui tens :D

    ResponderEliminar
  22. exacto, ao menos isso :D
    vais ver que com o tempo , ele se revelará :)

    ResponderEliminar
  23. Fernando Pessoa, aquela coisa *-*

    Adoro o blog Ju e a música :)

    ResponderEliminar
  24. já que hoje não escrevestes nada, deixo eu aqui uma frase que li algures :) :
    "A felicidade não esta em viver, mas em saber viver. Não vive mais o que mais vive, mas o que melhor vive, porque a vida não mede o tempo, mas o emprego que dela fazemos."
    ate manha, Joana :)

    ResponderEliminar
  25. será que recebestes o comentário que fiz ontem a noite ?

    ResponderEliminar
  26. Gostei bastante do teu blog joana :)

    ResponderEliminar
  27. será que já me apareceu a perfeição?para mim pode ter aparecido num instante,e no instante a seguir ela pode ter deixado de existir nesta vida a unica certeza que tenho é que não me escapo da morte.
    sabes que te amo,que és muito<3

    ResponderEliminar
  28. porque é que não aceitas os meus comentários ?

    ResponderEliminar
  29. desculpa, só agora é que pude vir ao blog, e só aceitei agora :s
    quanto à frase que puseste aqui, concordo, concordo muito. a qualidade é bem mais importante.

    ResponderEliminar
  30. "Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.
    Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer.
    Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.
    Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso.
    Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa."

    ate manhã, Joana ::)

    ResponderEliminar
  31. porque é que eu acho que tu adivinhas um bocado aquilo que eu sinto?
    gostava muito de poder tentar sempre, "tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso", mas não consigo. aliás, ainda hoje li num certo sítio que há coisas "irreversíveis", quem escreveu isso tem razão em certo ponto. em relação ao resto, chama-se viver enquanto se pode, enquanto se quer, enquanto se tem coragem pra isso, e acredita que às vezes é precisa muita coragem pra enfrentar muita coisa. e mesmo assim, acho que aquilo que a maior parte das pessoas sofre por causas pessoais no dia a dia não se compara minimamente ao que muita gente sofre desde que nasceu. eu, e tu, provavelmente, temos a possibilidade de aproveitar essa tal vida, como no texto, sem a desperdiçar. há muita gente que não tem. *

    ResponderEliminar
  32. experimenta viver a vida por tentativas :)
    queres tentar algo novo?
    tenta, e não penses, muitas vezes as melhores surpresas são provenientes dessas experiências.
    dizes que andas que nos últimos tempos não consegues fazer o que queres, e pelo que das a entender tudo te corre mal.
    digamos que muito possivelmente não estou muito melhor que tu, apenas limito-me a tentar ser feliz com aquilo que tenho :)

    ResponderEliminar
  33. "limito-me a tentar ser feliz com aquilo que tenho", e chega-te? não queres mais? toda a gente é um bocado ambiciosa, não acredito que queiras continuar a contentar-te apenas com o que tens. eu nao quero, nem me vou contentar :/

    ResponderEliminar
  34. ambiciosos todos somos, agora depende da tua perspectiva de felicidade.
    por norma quando somos ambiciosos de mais, dá mau resultado.
    em contrapartida, quando somos humildes e aceitamos aquilo que nos vai acontecendo, mais ou menos bem , temos grandes surpresas.

    ResponderEliminar
  35. vamos estar a ser hipócritas se dissermos que nos contentamos e conformamos com tudo, isso não é verdade, e não é ser ambicioso de mais, ou egoísta, é querer qualidade de vida, e é precisamente, querer aproveitar a vida. os meios com que alcançamos o que queremos isso sim, pode fazer de nós pessoas ambiciosas, egoístas, ou não. depende da maneira que arranjamos para lutar pelas coisas, podemos lutar por elas de maneira transparente, sem magoar ninguém, pelo contrário :)

    ResponderEliminar
  36. estaremos a ser hipócritas? eu acho que não.
    a percepção sobre o que nos contenta ou não. ,muda de pessoa para pessoa.

    ResponderEliminar
  37. claro que muda, mas não queres sempre mais? everyone wants

    ResponderEliminar
  38. querer sempre mais ?
    quando temos pouco, habituamos-nos a viver com pouco, querer mais ate podemos querer, mas as vezes o facto de termo tudo o que queremos ira dar o mesmo gozo as coisas ?

    ResponderEliminar
  39. nunca tens tudo o que queres, para teres umas coisas precisas de abdicar de outras, é como tudo na vida, e não falo só de bens materiais, aliás, falo essencialmente no contrario

    ResponderEliminar
  40. falas de pessoas portanto :)
    mas se é de pessoas , as vezes não tens de abdicar, apenas te tens de adaptar a elas.

    ResponderEliminar
  41. há aquelas que te pedem pra escolher.. por muito que nao queiras ou que achas que nao esta correcto, o que sentes por elas implica mesmo escolher.

    ResponderEliminar
  42. ate te podem pedir para escolher, mas se tu deres essa hipótese, não sabes o que é amar.
    quem ama respeita , e por muito que gostes de uma pessoa , nada justifica que mudes só por vontade dela.

    ResponderEliminar
  43. por essas e por outras é que não mudei e não cedi a essa chantagem, porque é uma chantagem. prefiro manter-me fiel àquilo que me respeita e que não me pede pra escolher, mesmo que saia magoada no final da historia :)

    ResponderEliminar
  44. é uma chantagem sim , e quem gosta , gosta como conhece, não tenta mudar.

    ResponderEliminar
  45. quem me dera que toda a gente pensasse assim, mas nao pensa. nem todos têm as mesmas idealogias, bom por um lado, mau por outro.

    ResponderEliminar
  46. ja somos dois que pensamos assim-
    olha pelo lado positivo :)
    deixo-te aqui uma citação que li algures, espero que gostes, ou pelo menos, percebas :)

    "De um segundo para o outro perdemos pessoas importantes na nossa vida, e por vezes basta um instante para encontrar alguém por quem temos andado a procura a vida toda, e ainda mais um segundo para voltar a perder, para depois conquistar novamente. As mudanças do ciclo de vida são das mais variadas que se pode imaginar. Umas são para melhor. Outras são para pior. Mas todas eles fazem parte da vida."

    ate manha , Joana :)

    ResponderEliminar
  47. "Há ocasiões que é mil vezes preferível fazer de menos que fazer de mais, entrega-se o assuntto ao governamento da sensibilidade, ela, melhor que a inteligência racional, saberá proceder segundo o que mais convenha à perfeição dos instantes seguintes." ;)

    ResponderEliminar